Notícias

Câmara aprova Matheus Alimentos para Formiga

 

O Projeto de Lei está em tramitação na Câmara desde 2008 e acabou sendo postergado para este ano. Uma equipe da direção do Grupo virá à Formiga em março para discutir e fechar os detalhes do acordo. Depois de muitos esforços e negociações, a Câmara aprovou na reunião ordinária do dia 02 de fevereiro a doação de um terreno para a beneficiadora de arroz, Pivato Alimentos, do Grupo Mateus Alimentos. O Projeto de Lei está em tramitação na Câmara desde 2008 e acabou sendo postergado para este ano. Uma equipe da direção do Grupo virá à Formiga em março para discutir e fechar os detalhes do acordo.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Parcerias, Paulo César Costa, “este é um projeto de extrema importância para o desenvolvimento de nossa cidade, que será beneficiada com emprego e também uma oportunidade para o plantio de arroz e fornecimento da casca de arroz para as granjas de frango de Formiga e região. Gostaríamos de agradecer o empenho da Administração e da Câmara, que sempre demonstrou querer o desenvolvimento da cidade de Formiga”, comentou Paulo.

O presidente do Legislativo, Reginaldo Henrique dos Santos, salientou que projetos como este devem ser um novo paradigma para outros semelhantes e atrair empresas que queiram investir em Formiga. “A votação de ontem foi equilibrada, e nós do legislativo ficamos felizes, em participar de forma consciente para o crescimento econômico da nossa cidade”, afirma o presidente.

O Grupo Mateus Alimentos está no mercado alimentício há 25 anos. É uma empresa da cidade de São José do Rio Pardo, do estado de São Paulo. O projeto inicial em Formiga será a contratação direta e indireta de 90 empregados, podendo chegar a 150 em sua capacidade total de produção.

O investimento da empresa deverá ser em torno de R$ 15 milhões na construção do galpão, compra de maquinários de armazenamento, empacotamento e beneficiamento de arroz e subprodutos. A produção da beneficiadora será de 150 mil fardos de arroz por mês.

Está previsto também um faturamento inicial de R$24 milhões, podendo chegar a R$50 milhões. A Pivato Alimentos deverá ser construída nas proximidades do Porto Mineiro de Grãos.


Acessibilidade
%d blogueiros gostam disto: