Notícias

Solicitação de vereador viabiliza CRAS no bairro Souza e Silva

DSC07135

DSC07135  Vereador Piruca com membros da equipe da Secretaria de Desenvolvimento humano em visita a futura sede 

 

Na manhã da ultima quinta-feira (25), o vereador e presidente da Câmara Evandro Donizeth/ Piruca, esteve acompanhado de parte da equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano, na futura sede do Centro de Referência em Assistência Social – CRAS, localizado na rua Pouso Alegre no bairro Souza e Silva.

Estiveram presentes o Secretário de Desenvolvimento Humano, Carlos Alberto Sales; o encarregado do setor administrativo, João Pedro Oliveira; a supervisora do SUAS, Jaqueline Souza e também a gestora de cadastro único, Raniani Nunes.

O secretário Carlos Alberto Sales, ressaltou que o CRAS tem como principal objetivo trabalhar com as famílias no sentido de construir sua autonomia e emancipação social, desenvolver cidadania, fortalecer os vínculos familiares e a convivência comunitária, além de potencializar as ações públicas e privadas em rede.

Na oportunidade, o secretário agradeceu o empenho do vereador para a instalação do CRAS naquele local e explicou que faltam apenas detalhes finais da parte jurídica do Executivo para a inauguração.

O vereador e presidente Piruca, ressaltou a importância deste Centro naquela região. “Serão muitas famílias beneficiadas dos bairros: Mangabeiras, Souza e Silva, Industrial, Maringá, Saudade, Vila Nirmatele, São Sebastião, Vila Maria Cristina, podendo abranger mais bairros.

 

DSC07140 

A futura sede tem ambiente amplo para atendimento na área social

O novo CRAS vai beneficiar cerca de 5 mil famílias que são referenciadas neste local. Na unidade será prestado atendimento às pessoas em situação de vulnerabilidade social e será feita a inclusão desses cidadãos nos programas e benefícios da Secretaria de Desenvolvimento Humano. Propiciando orientação e acompanhamento para a construção da cidadania.

O CRAS tem a função de acolher e promover um atendimento diferenciado às famílias em situação de vulnerabilidade social, fortalecendo os fatores protetivos, os vínculos familiares e comunitários, além de estimular o processo de emancipação e de autonomia.

%d blogueiros gostam disto: